Fonte: Clima Tempo
 

Você está na matéria de Conselheiro Lafaiete (Turismo)


Campo Alegre dos Carijós

Texto e fotografia (exceto as creditadas): Marcelo JB Resende

Várias cidades em um só circuito, todas com um passado dourado em comum. Assim é a região de Conselheiro Lafaiete. Reúne histórias que permaneceram por muito tempo esquecidas. Por aqui passou o caminho novo, e depois a Estrada Real, que ligavam as riquezas de Minas ao porto do Rio de Janeiro, então capital da colônia.

Clique para ampliar - proibida cópiaMatriz N.Sr. da Conceição (1732).  

Estamos falando de cinco cidades: Conselheiro Lafaiete (uma das mais importantes vilas de Minas), Itaverava (onde foram encontradas oficialmente as primeiras amostras de ouro), Santana dos Montes (e suas fazendas históricas), Ouro Branco (com sua natureza imponente) e Congonhas (Patrimônio Cultural da Humanidade - Unesco).

 

Pelos caminhos históricos escoou o ouro, deixando para trás minas exauridas. As tropas transitavam com o comércio da emergente sociedade mineira do século XVIII. Eram homens, cavalos, mulas e toscas carroças enfrentando as trilhas precárias de uma terra ainda selvagem. Não poderia deixar de ser. Junto com os homens circulavam também as idéias, os desejos e a subversão.


Novos conhecimentos vieram da Europa e da capital, ocupando um generoso espaço entre as demais mercadorias. Tramas, intrigas, traições e arte. Tudo serve para temperar as histórias da região. Os inconfidentes percorreram estes caminhos, tentando tornar real o que era um sonho de liberdade. Do outro lado estavam as autoridades, ávidas em recolher seus pesados impostos e entregá-los ao Rei. Foi-se o ouro, mas ficaram as igrejas, a natureza e as lendas. Contam com sua imponência um pouco da saga daqueles mineiros.


Conselheiro Lafaiete é passagem obrigatória para muitos dos turistas que se dirigem todos os anos a Ouro Preto (Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade - Unesco) e Mariana (a primeira capital de Minas). Visitá-la é como cavalgar com os tropeiros, se introduzindo naquele espírito dourado, numa época em que todos os caminhos levavam à Vila Rica (atual Ouro Preto), antiga capital da província. Nada mais oportuno que reservar alguns dias e conhecer as igrejas, os casarões, o povo, antigas fazendas e os segredos há tantos anos esquecidos no tempo.

 

A região é a porta para as estórias do Ciclo do Ouro. Suas cidades formam um novo roteiro turístico em Minas Gerais. O circuito "Vilas e Fazendas de Minas" revela muitas surpresas para os "Novos Bandeirantes". Há quem diga que ainda existe ouro, muito bem guardado pelas montanhas ou enterrado próximo às margens da Estrada Real. Verdade ou não, o fato é que na velha estrada o visitante pode reviver um pouco da história de Minas, através de seu rico acervo e belas paisagens. Fora isso há o turismo rural, onde fazendas centenárias surpreendem pela solidez com que sobrevivem.

  Clique para ampliar - proibida cópiaSantuário Sagrado Coração de Jesus.

Clique para ampliar - proibida cópiaAv. Prefeito Telésforo Cândido de Rezende.

Clique para ampliar - proibida cópiaPraça do Cristo.   Clique para ampliar - proibida cópiaIgreja São Sebastião.   Clique para ampliar - proibida cópiaAv. Prefeito Telésforo Cândido de Rezende.
 
 

Circuito Villas e Fazendas de Minas



















© 2015 - Idas Brasil - Todos os Direitos Reservados